05 . jan . 2021

É culpa da blogueira?

Pronto, o vestido da festa estava incrível!

Custou convencer a mãe de que precisava daquele sapato impecável que tinha visto no shopping. Os brincos e o colar, a madrinha tinha dado no último aniversário. Tudo perfeito!
Resolveu postar uma foto para contar para as amigas e não gostou… “Que estranho”, pensou. E tirou outra foto e outra e outra,… 30 fotos! Até que uma tinha ficado mais ou menos, mas estava chocada como as olheiras tinham piorado! Os filtros do Instagram não estavam resolvendo mais. Cerca de duas horas e meia depois, decidiu que não postaria a foto.
Começou uma luta impressionante contra o tempo! Pesquisou todas as blogueiras de maquiagem possíveis, mandou Whatsapp para a melhor amiga pedindo socorro e mais quase duas horas depois tinha a solução: precisava de um corretivo de olheiras! O problema seria convencer a mãe a gastar mais dinheiro para a festa. A mãe protestou: “Isso é bobagem! Você é tão nova, não precisa disso, minha filha!”.
Fez de tudo e conseguiu! Saiu voando para o shopping e comprou aquele corretivo top, indicado pela blogueira que tinha mais seguidores! Na hora da festa, achou que conseguiu disfarçar mais ou menos as olheiras e, apesar de achar que não estava tão bom como a blogueira prometia, resolveu ir.
Só que todo mundo que olhava para ela  na festa a deixava desconfiada: “Será que estão vendo minhas olheiras?” Via os amigos se divertindo, aquele garoto lindo estava lá, mas a festa não estava boa para ela. Resolveu ir embora mais cedo da festa. A mãe se assustou quando ela chegou tão cedo, chorando: “Aquela blogueira é uma mentirosa, mãe!”
Durante a consulta entendi o problema. Não foi culpa da blogueira! As olheiras dela não tinham um problema só de pigmento. O problema estava no rebordo ósseo, e fazia as olheiras serem profundas, além de escuras. Quando as olheiras são profundas, dão uma espécie de “sombra” e o corretivo realmente não resolve por completo. Sim, ela era muito jovem, mas a tendência de perda estava lá, não tinha como negar. E o pior: pioraria com o tempo! Ficar passando corretivo e maquiagem demais, acabaria dando um ar pouco natural para uma menina tão jovem. Expliquei para tudo a mãe e no final orientei sobre o tratamento:
“O protocolo de tratamento dela vai precisar de aplicação de um ácido hialurônico que trata não só o problema que está agora, mas também estimula o colágeno. Na idade dela, temos chance de conseguir muito colágeno!”
A mãe perguntou: “Isso não faz mal para a idade dela?”
Perguntei: “O ácido hialurônico ou as olheiras?”
A mãe ficou em silêncio. E então olhou para a filha e disse: “Filha desculpe, isso não é bobagem, vamos marcar!  Vai ser seu presente de aniversário.”

Nessa hora, eu vi pela primeira vez durante a consulta o brilho no olhar e o sorriso cativante no rostinho daquela jovem linda e avisei:

“Certo, vamos fazer! Mas na próxima festa, é para chegar antes das seis da manhã, combinado?”

Ela respondeu: “Combinado! Eu prometo! Podemos fazer agora?”

Percebeu como a aplicação de ácido hialurônico pode devolver auto-estima e dar muito mais liberdade a quem tem olheiras? Se você conhece alguém que ficaria mais feliz sem olheiras, compartilhe essa história com ela.

Compartilhar este post:

contato

Marque sua consulta
ou entre em contato